Skip to main content

Contamos o movimento de ciclistas na BR 336 para fundamentar a implantação de uma ciclovia rural na rodovia

Por 14 de outubro de 2022Cicloturismo, Mobilidade, Notícias
COMPARTILHE:

A BR 336 ou Estrada Velha Franca-Batatais, no interior de São Paulo, também é conhecida pelo nome de rios (ou de dupla sertaneja), Rio Negro e Solimões, mas é a bicicleta que está de olho na rodovia. Esse trecho já vem sendo usado por ciclistas para acessar trilhas e cachoeiras da região e por peregrinos, pois faz parte do Caminho da Fé, mas agora, com o projeto de pavimentação, nossa batalha é para que se garanta a circulação de bikes pela área com a implementação de uma ciclovia lindeira compartilhada com pedestres.

Nessa empreitada, nós da Aliança Bike acompanhados de parceiros fomos até o DER apresentar um dossiê sobre a utilização da BR 336 por ciclistas. Além disso, promovemos uma contagem durante o mês de agosto, quando pudemos ter uma noção mais precisa sobre o fluxo de bikes na rodovia. Para esse trabalho contamos com a Sacis, Eco-Counter e com a Trilhas Do Meu Destino que organizou a medição.

Os dados obtidos com a contagem de ciclistas fazem parte do dossiê técnico que será entregue ao DER para a implantação da ciclovia rural. A pesquisa in loco registrou no período de 6 a 14 de agosto passado um total de 583 viagens de bicicleta na BR 336, sendo que o pico foi no sábado, dia 13, com 121 bikes passando pela rodovia. Esses números apontam uma média diária, de segunda a sexta-feira, de 52 bicicletas, e no fim de semana, de 72.

Tráfego diário Número de bicicletas
Sábado (6/8/22) 58
Domingo (7/8/22) 83
Segunda-feira (8/8/22) 55
Terça-feira (9/8/22) 44
Quarta-feira (10/8/22) 48
Quinta-feira (11/8/22) 52
Sexta-feira (12/8/22) 60
Sábado (13/8/22) 121
Domingo (14/8/22) 62
Total 583

Do total de 583 viagens de bicicleta contadas no período da pesquisa, 312 eram provenientes de Batatais e 271 de Franca. O horário de pico registrado nos finais de semana foi 8 da manhã, e de segunda a sexta foi 6 da manhã e 6 da tarde. A partir desse trabalho, que agora depende do poder público e da nossa pressão para que sua finalidade seja cumprida, queremos ir além e implementar ciclovias em todas as estradas paulistas. 

Paulo Cabral

Paulo Cabral é jornalista formado pela Universidade de Brasília com anos de experiência em rádio, TV e revistas. Ciclista de passeio, acredita na bicicleta como forma de ocupação sustentável e democrática das cidades.