Conheça a Aliança Bike

Criada em 2003 e formalizada em 2009, a Aliança Bike é uma associação que tem como missão fortalecer a economia da bicicleta e o seu uso por brasileiras e brasileiros, atuando em diversas frentes de trabalho para promover o uso de bicicletas como transporte, esporte e lazer.

Visão

A Associação Brasileira do Setor de Bicicletas – ALIANÇA BIKE tem por finalidade geral congregar e unir as pessoas físicas e jurídicas legalmente sediadas no território nacional e que tenham como ramo principal de atividade a indústria, o comércio e/ou importação e distribuição de bicicletas, seus componentes e acessórios. A ALIANÇA BIKE visa promover institucionalmente ações de interesse do setor, especialmente, as seguintes:

Aumentar o acesso à bicicleta no país, com maior qualidade e menor preço
Fomentar o aumento do uso de bicicletas no país
Consolidar a visão da Aliança Bike para o desenvolvimento do setor
Tornar a visão convergente dos associados da Aliança Bike referência para o próprio setor
Liderar as regulamentações associados ao mercado de bicicletas e componentes
Ser porta-voz do setor
Incidir politicamente nas decisões governamentais (relativas ao setor de bicicletas)
 Alcançar equilíbrio e solidez financeira
Ter uma comunicação eficiente (interna e externa)

Missão

A Associação Brasileira do Setor de Bicicletas – ALIANÇA BIKE tem por finalidade geral congregar e unir as pessoas físicas e jurídicas legalmente sediadas no território nacional e que tenham como ramo principal de atividade a indústria, o comércio e/ou importação e distribuição de bicicletas, seus componentes e acessórios. A ALIANÇA BIKE visa promover institucionalmente ações de interesse do setor, especialmente, as seguintes:

estimular, facilitar e promover estudos para o desenvolvimento do setor
representar, congregar, e defender os interesses do setor junto aos órgãos governamentais e privados, em âmbito nacional e internacional, inclusive apresentando propostas legislativas e administrativas ou propondo ações judiciais
promover e publicar livros, estatísticas, periódicos, pesquisas, dentre outros, relacionados aos interesses do setor
formar parcerias com a União, Estados, Municípios, agências reguladoras e empresas de todas as naturezas para a solução de problemas da classe, sob todas as formas possíveis
 elaborar e implantar normas éticas e técnicas aptas a amparar as demandas decorrentes da expansão e exigências do mercado, bem como realizar fiscalizações para garantir a aplicação delas
promover, patrocinar e organizar: eventos esportivos, passeios ciclísticos, cursos, conferências, congressos, seminários, feiras, exposições, ciclos de palestras, treinamentos e colóquios, dentre outros, que digam respeito ao objeto social da associação
colaborar com as entidades de classe e quaisquer outras instituições em assuntos de interesse dos associados, mantendo intercâmbio de informações com órgãos de outros países em todas as áreas de interesse da ALIANÇA BIKE, como as dos setores econômico, desportivo e cultural
 promover a defesa setorial em questões concorrenciais, especialmente no que tange ao combate à pirataria e às fraudes comerciais, bem como atuar na proteção dos direitos de propriedade intelectual e zelar pela qualidade dos produtos ofertados ao consumidor
propor ações judiciais representando interesses do segmento e de seus associado

Histórico

timeline_pre_loader
2003

Giancarlo Clini e Marcelo Maciel, empresários do setor e amigos, criaram o embrião da Aliança Bike em discussões durante a Adventure Sports Fair, no mesmo ano.

A partir daí criou-se um núcleo formado por algumas empresas do setor de bicicletas, que deram início ao trabalho de definição da missão e dos objetivos de uma nova Associação.
2004

Neste ano ocorreu a primeira reunião mais formal do grupo, já com o nome “Aliança Bike”.
2005

A Bike Expo – primeira feira nacional exclusiva do setor de bicicletas – é idealizada e sai do papel no ano seguinte.
2006

De 29 de novembro a 1 de dezembro aconteceu a primeira edição da feira Bike Expo.

2009

Em 18 de agosto a Aliança Bike é formalizada como “Associação Brasileira do Setor de Bicicletas – Aliança Bike” (razão social). A Aliança nasce com 26 empresas associadas.

Nesta data foi eleita a primeira diretoria do Conselho de Administração e aprovado o primeiro Estatuto Social da entidade. Foram eleitos para o Conselho de Administração: Marcelo Maciel (presidente); Giancarlo Clini (tesoureiro); Werner Wiedenbrug (secretário); Carlos Augusto Pereira Carvalho (suplente). Para o Conselho Fiscal foram eleitos: Paulo Serena (titular); Renato Mirandolla (suplente); Maurício de Freitas (suplente).
2010

A Associação abre a possibilidade para associados da categoria “Comércio Varejista de bicicletas” e alcança a marca de 46 empresas associadas.
2011

Aliança Bike cria o primeiro curso profissionalizante de mecânico em bicicletas, uma parceria com o SENAI. No mesmo ano, diversas empresas do setor, lideradas pela Aliança Bike, idealizam uma nova feira para o mercado de bicicletas e lançam, em novembro, a Brasil Cycle Fair. Ainda em 2011 foi eleita nova diretoria da Aliança Bike.

curso profissionalizante de mecânico de bicicletas
2012

Entre os dias 14 e 16 de outubro ocorreu a 1ª edição da Brasil Cycle Fair, no Pavilhão Imigrantes, idealizada e organizada pela Aliança Bike, com apoio da Abradibi. No mesmo ano, a Aliança formou duas novas turmas de mecânicos profissionais.
2013

Em novembro aconteceu a 2ª edição da Brasil Cycle Fair. Durante a feira, a Aliança Bike lançou o estudo “Análise Econômica do Setor de Bicicletas e Suas Regras Tributárias”, realizado pela Tendências Consultoria. No mesmo evento, foi lançada a campanha pelo “IPI zero” para bicicletas, juntamente com a impostocleta, uma bicicleta totalmente pintada com as cores que representavam as alíquotas de impostos que incidem sobre o produto. Ainda neste ano, a Aliança Bike e a rede Bicicleta para Todos lançaram um abaixo assinado que reuniu mais de 100 mil assinaturas pedindo a isenção do IPI para bicicletas.

2014

Atuação junto ao Inmetro para definição dos componentes passíveis de certificação, bem como aqueles isentos da certificação compulsória.
Neste ano, ainda, aconteceu a 3ª edição da Brasil Cycle Fair, organizada pela Aliança Bike.
2015

Aliança Bike e outras organizações lançam o livro “A Bicicleta no Brasil”. Em junho, o Inmetro publica a Portaria 313/2015, concluindo o trabalho realizado em conjunto com a Aliança. Em setembro aconteceu a 4ª edição da Brasil Cycle Fair, que conta com a visita de representantes de nove prefeituras de cidades pequenas que possuem uma ampla e disseminada cultura da bicicleta.

Neste ano, ainda, é realizada a Assembleia de eleição da nova diretoria do Conselho de Administração, a 4ª desde a formalização da Associação.
2016

Aliança Bike e outras entidades atuam junto à Secretaria de Segurança Pública de SP (SSP-SP) para remodelar o registro para roubos e furtos de bicicleta. Um dos resultados é a criação do primeiro banco público de dados de bicicletas roubadas e furtadas.
2017

Acontece o lançamento do estudo “Economia da Bicicleta no Brasil” e o apoio à Brasil Cycle Fair, que passa a ser organizada pela Nurmberg Messe Brasil. Neste ano é realizada a primeira pesquisa da série sobre comércio varejista de bicicletas no Brasil e uma nova diretoria do Conselho de Administração é eleita em Assembleia Geral.
2018

A Aliança Bike indica à Prefeitura de São Paulo homenagear o José Wilton Oliveira, o Drac, colocando o seu nome no Centro de Esportes Radicais do Bom Retiro. A indicação é aceita e o Parque ganha um novo nome.

São criados os principais grupos de trabalho da Associação, como o GT Bicicletas Elétricas, GT Tributação, o GT Ciclologística, o GT-Bike Esportes e Lazer, entre outros. Neste ano, também, são apresentados os resultados da pesquisa sobre ciclologística no bairro do Bom Retiro (SP). A Aliança lança o estudo “Projeções e Análise da demanda por bicicletas elétricas no Brasil” e marca presença inúmeras vezes em Brasília para conversas com o Ministério da Fazenda, além da oficialização do pleito de equiparação do IPI das bicicletas elétricas. Ainda, a associação tem uma menção honrosa no prêmio “Promovendo a Mobilidade por bicicleta no Brasil”, da ONG Transporte Ativo.
2019

Neste ano a Aliança realizou mais de 8 debates e encontros técnicos; lançou o projeto Bicicleta News de difusão de notícias sobre o mercado de bicicletas; lançou o livro “O Brasil que Pedala” e mais quatro estudos inéditos; criou uma frente de apoio ao pleito do IPI das bicicletas elétricas com mais de 15 deputados federais; escreveu projeto de lei sobre ciclologística em parceria com um vereador em SP. Ainda em 2019, a Aliança Bike venceu o prêmio “Promovendo a Mobilidade por bicicleta no Brasil”, da ONG Transporte Ativo, na categoria “Levantamento de dados” com o livro “O Brasil que Pedala”. Ainda, foi eleita nova (e atual) diretoria para o biênio 2019/2021, tendo sido aprovada, também em Assembleia, uma ampla reforma do Estatuto Social da associação.

2020

A Aliança Bike consegue a criação de código PRODLIST específico para bicicletas elétricas junto ao IBGE e à Produção Industrial Anual (PIA). Conquista a aprovação e sanção da lei que cria a política municipal de ciclologística na cidade de São Paulo. Durante os primeiros meses da pandemia, a Associação pressiona Estados e municípios para obter o reconhecimento das bicicletarias e da mecânica de bicicletas como serviço essencial durante a pandemia, medida importante para o funcionamento das lojas.

Aliança conquista o prêmio “Promovendo a mobilidade por bicicletas no Brasil” na categoria “Levantamento de Dados”, com a pesquisa de perfil dos ciclistas entregadores de aplicativo. Também obteve êxito na redução do imposto de importação de câmbios e pinhões de roda livre, no âmbito do Mercosul, de 16% para 2%.

Ainda em 2020, é entregue o Pump Track no Parque das Bicicletas, uma conquista do GT-Bike (Esporte e Lazer) em parceria com a Secretaria de Esportes e Lazer da cidade de São Paulo, e é lançada a Coletânea Mercado de Bicicletas no Brasil, com quatro Revistas Técnicas. Foram criadas, ainda, as campanhas “Bike Elétrica para Todos” e “Bicicleta Melhor Normal”. Vários Seminários online e debates são realizados ao longo do ano, com a participação de milhares de profissionais do setor.

Veja também

Conheça os os projetos em andamento da Aliança Bike

Receba nossas novidades por e-mail