Conheça a Aliança Bike

Criada em 2003 e formalizada em 2009, a Aliança Bike é uma associação que tem como missão fortalecer a economia da bicicleta e o seu uso por brasileiras e brasileiros, atuando em diversas frentes de trabalho para promover o uso de bicicletas como transporte, esporte e lazer.

Visão

A Associação Brasileira do Setor de Bicicletas – ALIANÇA BIKE visa promover institucionalmente ações de interesse do setor de bicicletas, de acordo com seguintes objetivos destacados abaixo. Clique aqui para ver o documento completo.

Aumentar o acesso à bicicleta no país, com maior qualidade e menor preço
Fomentar o aumento do uso de bicicletas no país
Consolidar a visão da Aliança Bike para o desenvolvimento do setor
Tornar a visão convergente dos associados da Aliança Bike referência para o próprio setor
Liderar as regulamentações associados ao mercado de bicicletas e componentes
Ser porta-voz do setor
Incidir politicamente nas decisões governamentais (relativas ao setor de bicicletas)
 Alcançar equilíbrio e solidez financeira
Ter uma comunicação eficiente (interna e externa)

Missão

A Associação Brasileira do Setor de Bicicletas – ALIANÇA BIKE tem como missão fortalecer a economia e o uso de bicicletas por brasileiras e brasileiros. É finalidade da Associação congregar e unir empresas e organizações legalmente sediadas no território nacional e que tenham como ramo principal de atividade o setor de bicicletas.

Histórico

timeline_pre_loader
2003

Giancarlo Clini e Marcelo Maciel, empresários do setor e amigos, criaram o embrião da Aliança Bike em discussões durante a Adventure Sports Fair, no mesmo ano.

A partir daí criou-se um núcleo formado por algumas empresas do setor de bicicletas, que deram início ao trabalho de definição da missão e dos objetivos de uma nova Associação.
2004

Neste ano ocorreu a primeira reunião mais formal do grupo, já com o nome “Aliança Bike”. Em dezembro, já 10 grandes empresas do setor de bicicletas estavam se reunindo para a criação da Associação.
2005

A Bike Expo – primeira feira nacional exclusiva do setor de bicicletas – é idealizada e sai do papel no ano seguinte.
2006

De 29 de novembro a 1 de dezembro aconteceu a primeira edição da feira Bike Expo.

2009

Em 18 de agosto a Aliança Bike é formalizada como “Associação Brasileira do Setor de Bicicletas – Aliança Bike” (razão social). A Aliança nasce com 26 empresas associadas.

Nesta data foi eleita a primeira diretoria do Conselho de Administração e aprovado o primeiro Estatuto Social da entidade. Foram eleitos para o Conselho de Administração: Marcelo Maciel (presidente); Giancarlo Clini (tesoureiro); Werner Wiedenbrug (secretário); Carlos Augusto Pereira Carvalho (suplente). Para o Conselho Fiscal foram eleitos: Paulo Serena (titular); Renato Mirandolla (suplente); Maurício de Freitas (suplente).
2010

A Associação abre a possibilidade para associados da categoria “Comércio Varejista de bicicletas” e alcança a marca de 46 empresas associadas.
2011

Aliança Bike cria o primeiro curso profissionalizante de mecânico em bicicletas, uma parceria com o SENAI. No mesmo ano, diversas empresas do setor, lideradas pela Aliança Bike, idealizam uma nova feira para o mercado de bicicletas e lançam, em novembro, a Brasil Cycle Fair. Ainda em 2011 foi eleita nova diretoria da Aliança Bike.

curso profissionalizante de mecânico de bicicletas
2012

Entre os dias 14 e 16 de outubro ocorreu a 1ª edição da Brasil Cycle Fair, no Pavilhão Imigrantes, idealizada e organizada pela Aliança Bike, com apoio da Abradibi. No mesmo ano, a Aliança formou duas novas turmas de mecânicos profissionais.
2013

Em novembro aconteceu a 2ª edição da Brasil Cycle Fair. Durante a feira, a Aliança Bike lançou o estudo “Análise Econômica do Setor de Bicicletas e Suas Regras Tributárias”, realizado pela Tendências Consultoria. No mesmo evento, foi lançada a campanha pelo “IPI zero” para bicicletas, juntamente com a impostocleta, uma bicicleta totalmente pintada com as cores que representavam as alíquotas de impostos que incidem sobre o produto. Ainda neste ano, a Aliança Bike e a rede Bicicleta para Todos lançaram um abaixo assinado que reuniu mais de 100 mil assinaturas pedindo a isenção do IPI para bicicletas.

2014

Atuação junto ao Inmetro para definição dos componentes passíveis de certificação, bem como aqueles isentos da certificação compulsória.
Neste ano, ainda, aconteceu a 3ª edição da Brasil Cycle Fair, organizada pela Aliança Bike.
2015

Aliança Bike e outras organizações lançam o livro “A Bicicleta no Brasil”. Em junho, o Inmetro publica a Portaria 313/2015, concluindo o trabalho realizado em conjunto com a Aliança. Em setembro aconteceu a 4ª edição da Brasil Cycle Fair, que conta com a visita de representantes de nove prefeituras de cidades pequenas que possuem uma ampla e disseminada cultura da bicicleta.

Neste ano, ainda, é realizada a Assembleia de eleição da nova diretoria do Conselho de Administração, a 4ª desde a formalização da Associação.
2016

Aliança Bike e outras entidades atuam junto à Secretaria de Segurança Pública de SP (SSP-SP) para remodelar o registro para roubos e furtos de bicicleta. Um dos resultados é a criação do primeiro banco público de dados de bicicletas roubadas e furtadas.
2017

Acontece o lançamento do estudo “Economia da Bicicleta no Brasil” e o apoio à Brasil Cycle Fair, que passa a ser organizada pela Nurmberg Messe Brasil. Neste ano é realizada a primeira pesquisa da série sobre comércio varejista de bicicletas no Brasil e uma nova diretoria do Conselho de Administração é eleita em Assembleia Geral.
2018

A Aliança Bike indica à Prefeitura de São Paulo homenagear o José Wilton Oliveira, o Drac, colocando o seu nome no Centro de Esportes Radicais do Bom Retiro. A indicação é aceita e o Parque ganha um novo nome.

São criados os principais grupos de trabalho da Associação, como o GT Bicicletas Elétricas, GT Tributação, o GT Ciclologística, o GT-Bike Esportes e Lazer, entre outros. Neste ano, também, são apresentados os resultados da pesquisa sobre ciclologística no bairro do Bom Retiro (SP). A Aliança lança o estudo “Projeções e Análise da demanda por bicicletas elétricas no Brasil” e marca presença inúmeras vezes em Brasília para conversas com o Ministério da Fazenda, além da oficialização do pleito de equiparação do IPI das bicicletas elétricas. Ainda, a associação tem uma menção honrosa no prêmio “Promovendo a Mobilidade por bicicleta no Brasil”, da ONG Transporte Ativo.
2019

Neste ano a Aliança realizou mais de 8 debates e encontros técnicos; lançou o projeto Bicicleta News de difusão de notícias sobre o mercado de bicicletas; lançou o livro “O Brasil que Pedala” e mais quatro estudos inéditos; criou uma frente de apoio ao pleito do IPI das bicicletas elétricas com mais de 15 deputados federais; escreveu projeto de lei sobre ciclologística em parceria com um vereador em SP. Ainda em 2019, a Aliança Bike venceu o prêmio “Promovendo a Mobilidade por bicicleta no Brasil”, da ONG Transporte Ativo, na categoria “Levantamento de dados” com o livro “O Brasil que Pedala”. Ainda, foi eleita nova (e atual) diretoria para o biênio 2019/2021, tendo sido aprovada, também em Assembleia, uma ampla reforma do Estatuto Social da associação.

2020

A Aliança Bike consegue a criação de código PRODLIST específico para bicicletas elétricas junto ao IBGE e à Produção Industrial Anual (PIA). Conquista a aprovação e sanção da lei que cria a política municipal de ciclologística na cidade de São Paulo. Durante os primeiros meses da pandemia, a Associação pressiona Estados e municípios para obter o reconhecimento das bicicletarias e da mecânica de bicicletas como serviço essencial durante a pandemia, medida importante para o funcionamento das lojas.

Aliança conquista o prêmio “Promovendo a mobilidade por bicicletas no Brasil” na categoria “Levantamento de Dados”, com a pesquisa de perfil dos ciclistas entregadores de aplicativo. Também obteve êxito na redução do imposto de importação de câmbios e pinhões de roda livre, no âmbito do Mercosul, de 16% para 2%.

Ainda em 2020, é entregue o Pump Track no Parque das Bicicletas, uma conquista do GT-Bike (Esporte e Lazer) em parceria com a Secretaria de Esportes e Lazer da cidade de São Paulo, e é lançada a Coletânea Mercado de Bicicletas no Brasil, com quatro Revistas Técnicas. Foram criadas, ainda, as campanhas “Bike Elétrica para Todos” e “Bicicleta Melhor Normal”. Vários Seminários online e debates são realizados ao longo do ano, com a participação de milhares de profissionais do setor.

Veja também

Conheça os os projetos em andamento da Aliança Bike

Receba nossas novidades por e-mail