Sua próxima bicicleta elétrica pode ser feita na Índia | Bicicleta News

COMPARTILHE:

A meta é ambiciosa, abocanhar 10% do mercado global de bicicletas elétricas até 2022. Para alcançar o objetivo, a Hero Cycles, maior fabricante indiana de bicicletas, irá investir 2,5 bilhões de rúpias (R$ 190 milhões) em uma nova fábrica de elétricas.

O plano é investir no total 6 bilhões de rúpias (R$ 457 milhões) e transformar a região de Punjab no “Vale da Ebike”.

Com uma produção anual de 15,5 milhões de unidades em tempos pré-pandemia, a Índia é o segundo maior produtor de bicicletas do mundo. A indústria indiana está voltada para o mercado interno com apenas 5-7% da produção exportada. Retrato parecido com o indústria brasileira.

Os planos de produção de elétricas da Hero Cycles quer mudar esse panorama, com 70-80%. O diferencial para brigar em um mercado disputado e de alto valor agregado está no investimento em tecnologia e desenho europeus. A Hero Cycle é dona de 48% da fabricante alemã de elétricas HNF Nicolai. Além disso, a empresa indiana abriu também um escritório de design em Londres para desenvolver os modelos.

Vale acompanhar com atenção a chegada dessa nova força ao mercado global de bicicletas. Um duro choque para nós brasileiros, que temos o maior imposto de importação de bicicletas do mundo e um mercado fechado em torno de si mesmo.

Leia mais sobre os planos ambiciosos para o “Vale da Ebike” na Índia.

Os planos da Hero Cycle para abocanhar 5% do mercado global de bicicletas.

Relatório de mercado mostra os desafios do mercado indiano de bicicletas.

__________________________

Quer receber notícias do mundo da bicicleta em primeira mão? Mande uma mensagem para nós.