Skip to main content

Rota Caiçara: Paraná vai ganhar mais uma rota de cicloturismo

Por 11 de janeiro de 2023janeiro 16th, 2023Cicloturismo, MTB e Trilhas, Notícias
COMPARTILHE:

O primeiro trecho da Rota Caiçara começa a ser sinalizado neste primeiro semestre

 

O Estado do Paraná deve ganhar em breve mais um roteiro de cicloturismo. A Rota Caiçara, um trajeto de 430 km ligando sete cidades do litoral paranaense, terá seu primeiro trecho sinalizado ainda neste semestre, entre Antonina e Guaraqueçaba.

O projeto nasceu dentro da Universidade Federal do Paraná com a Ciclovida, um programa de extensão universitária criado para promover a cultura da bicicleta dentro da academia. A Ciclovida vem fazendo diversas ações desde 2015, como oficinas para mapear rotas turísticas, pesquisas, organização de passeios ciclísticos na região e ações para o Festival de Inverno de Antonina.

A ideia da Rota Caiçara surgiu em março de 2020, dias antes de a pandemia se instalar no Brasil. E, claro, provocou atrasos.

“Nesse período, evoluímos com a pesquisa de especialistas que pudessem colaborar e com o mapeamento remoto do traçado. Fizemos a rota pela primeira vez em julho de 2022”, conta José Carlos Assunção Belotto, coordenador do programa de extensão Ciclovida da UFPR.

Segundo ele, o principal objetivo da rota é fortalecer e divulgar a cultura caiçara e da bicicleta, assim como desenvolver o turismo de base comunitária na região.

“A grande vantagem de o projeto nascer dentro da universidade é que temos ao alcance conhecimento em várias áreas, como engenheiros para trabalhar a questão de segurança viária, a faculdade de turismo, a de comunicação etc…”, diz ele.

O trajeto, que passa por Antonina, Morretes, Guaraqueçaba, Guaratuba, Matinhos, Paranaguá e Pontal do Paraná, tem muitos pontos de interesse. Além de belas cidades caiçaras, será possível pedalar na areia da praia, enfrentar algumas subidas no meio de Unidades de Conservação, chegar a ilhas de barcos e até pedalar ao lado de trilhos de trem.

Boas idéias não faltam ao grupo, que almejam em um futuro, construir uma Railbike para descer pedalando a descida de Curitiba a Morretes. Por ser um projeto pensado também por ciclistas, tem algumas iniciativas capazes de conquistar muitos ciclistas. Uma delas são as Cicloparagens, instaladas em cada município. Nestas construções, além de banheiros, vestiários e pequenos comércios, há um tão sonhado redário para que os ciclistas possam descansar da viagem.

Para que tudo isso possa ser colocado em prática, os recursos são fundamentais. Nos próximos dias, a Rota Caiçara deve ser incluída em um convênio firmado com a Invest Paraná, agência de fomento do governo estadual, para a valorização dos produtos regionais.

“Vai ser criada uma marca coletiva da rota Caiçara. E isso deve acelerar o desenvolvimento.”

Adriana Marmo

Sou jornalista, formada em Comunicação Social com habilitação em jornalismo na PUC de Campinas, conclusão em 1989. Há oito anos troquei o carro pela bicicleta como meio de transporte e, desde então, sou ativista da causa e me especializei em mobilidade urbana

Entre na conversa 2 Comentários

  • Nélio Mourão disse:

    Bom dia, gostei desta iniciativa já que sou cicloturista que uma vez no ano escolho um circuito para pedalar por 5 a 6 dias, parando em pousadas e restaurantes, gerando economia por onde passamos (somos em 9 ciclistas).
    Já rodamos RGS, SC, PR, SP, MG, BA, PB, RGN e CE.
    Assim que tiverem as altimetrias e pontos de apoio, gostaria de saber.

    • Aliança Bike disse:

      Excelente, Nélio! A Rota Caiçara está em fase de implantação. Assim que tivermos todas as informações consolidadas, divulgaremos e atualizaremos esse post. Muito obrigado!