O pesadelo Brexit impacta atletas e empresas no Reino Unido | Bicicleta News

Por 26 de fevereiro de 2021março 12th, 2021Bicicleta News, Notícias
COMPARTILHE:

A longa e atribulada saída do Reino Unido da União Européia, aconteceu finalmente no começo de 2021. Foram uma série de etapas mais cansativas do que uma subida de montanha no Tour de France. E no meio da transição para oficializar o Brexit, a pandemia.

Com a saída do bloco confirmada, agora é a hora da adaptação ao novo cenário. Para os atletas, um grande pesadelo. De amadores ao seleto grupo do World Tour, todos agora precisam lidar com burocracias e custos que antes não existiam.

Na prática, atletas britânicos têm autorização para ficar até 90 dias nos países da União Europeia a cada 180 dias. Isso significa menos tempo do que o necessário para a pré-temporada. Ou seja, todos precisam incluir no planejamento longas visitas a consulados e preenchimento de formulários para conseguirem vistos que garantam sua permanência.

As empresas britânicas também estão buscando contornar o Brexit. A GoCycle, fabricante de bicicletas elétricas, optou por abrir uma subsidiária na Holanda para atender ao mercado europeu. Mesmo com facilidades para importação de peças da Europa para o Reino Unido, os custos e dificuldades na importação e exportação acabaram forçando a mudança.

O pesadelo dos atletas britânicos que precisam competir na Europa. Clique e saiba mais!

Leia mais sobre como os atletas britânicos estão pressionando o governo em busca de permissão de trabalho na União Europeia.

GoCycle e sua subsidiária holandesa. Veja mais detalhes.

Recebeu essa nota de alguém e quer receber notícias do mundo da bicicleta em primeira mão? Mande uma mensagem para nós!