Skip to main content

6 roteiros de cicloturismo imperdíveis para viajar solo ou em grupo

Por 3 de julho de 2021julho 4th, 2021Cicloturismo, Notícias
COMPARTILHE:

Fizemos uma seleção de seis circuitos consagrados e imperdíveis de cicloturismo em várias regiões do Brasil. Esta lista seleciona apenas seis dentre dezenas de rotas para cicloviajantes que existem em todo o país e utilizamos como critério diferentes níveis de rotas. Aproveitem e boas pedaladas!

1. Vale Europeu (SC)

O circuito do Vale Europeu, em Santa Catarina, é considerado o primeiro roteiro planejado para o cicloturismo. Integrando 9 municípios no vale do Itajaí – como Pomerode, Timbó e Doutor Pedrinho – o percurso total soma mais de 300km e pode ser percorrido em uma semana.

O circuito do Vale Europeu conta com ampla sinalização para quem for cicloviajar de forma autônoma, mas também conta com operadoras de turismo que organizam saídas guiadas. Há pousadas e restaurantes ao longo de todo o percurso, além de paisagens de tirar o fôlego, como cachoeiras, vales e a arquitetura enxaimel trazida pelos imigrantes alemães que ocuparam a região.

O circuito é gerido pelo Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí e o passaporte pode ser retirado na cidade de Timbó, onde se inicia o circuito. A estimativa de cicloviajantes no circuito é de 4 mil por ano.

Site oficial: Vale Europeu

Conheça a Caminhos do Sertão, que opera no circuito Vale Europeu.

 

2. Circuito das Frutas (SP)

O roteiro é uma novidade para o mundo do cicloturismo, pois ele está voltado para famílias e pessoas que desejam fazer sua primeira cicloviagem. Cruzando várias cidades do interior paulista, como Atibaia, Indaiatuba, Louveira e Vinhedo, o roteiro completo foi pensado para ser realizado em dois dias, ou seja, em um final de semana.

É chamado de “Circuito das Frutas” por conta da vocação agrícola das cidades, conhecidas pelo cultivo de uvas, morangos, caquis, goiabas, entre outras frutas. Foram catalogadas mais de 100 tipos de frutas que são cultivadas ao longo do circuito, em diferentes épocas do ano (confira aqui a lista). As festas da uva são bastante populares e tradicionais na região, além da gastronomia e das belas paisagens.

Para quem não está tão acostumado a pedalar muitos quilômetros, a Ybytu, operadora de referência que organiza cicloviagens no Circuito das Frutas, oferece uma novidade: a possibilidade de utilizar bicicletas elétricas (uma parceria da operadora com a marca Pedalla). Acabaram-se as desculpas para seguir postergando sua primeira cicloviagem.

Site oficial do Circuito das Frutas.

Conheça a Ybytu – Viaje de Bicicleta, que opera no Circuito das Frutas.

 

3. Estrada Real (RJ, SP, MG)

A Estrada Real é considerada a maior rota turística do país. São mais de 1.630 quilômetros de extensão, cruzando três Estados: Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

A sua história surge em meados do século 18, quando a Coroa Portuguesa decidiu oficializar os caminhos para o trânsito de ouro e diamantes de Minas Gerais até os portos do Rio de Janeiro. As trilhas que foram delegadas pela realeza ganharam o nome de Estrada Real.

Por ser uma rota de longo curso, ela é dividida em quatro principais caminhos: Diamantes, Velho, Novo e Sabarabuçu.

Para quem nunca pedalou em nenhum dos caminhos do roteiro completo, indicamos o Caminho dos Diamantes, que liga as cidades históricas de Ouro Preto e Diamantina, em Minas Gerais.

Saiba tudo sobre a Estrada Real no site do Instituto Estrada Real.

Fotos (Olinto e Rafaela):

 

4. Circuito das Araucárias (SC)

Mais um roteiro catarinense de destaque nacional para o cicloturismo, o Circuito das Araucárias soma quase 250 km passando por quatro cidades do planalto norte do Estado de Santa Catarina: Campo Alegre, Corupá, Rio Negrinho e São Bento do Sul.

Cicloturistas costumam fazer o roteiro em 4 ou 5 dias, parando sempre para contemplar as belezas de vales, montanhas, cachoeiras, riachos e muitas, muitas araucárias pelo caminho. 

Apesar de ser um roteiro integralmente dentro do estado de Santa Catarina, a capital mais próxima é Curitiba, a partir de onde viajantes de todo o Brasil desembarcam para ir em direção a São Bento do Sul (a 100 km da capital paranaense), onde começa o roteiro.

Confira o site oficial do Circuito das Araucárias.

Conheça a Trip Bike, que tem dezenas de roteiros, incluindo o Circuito das Araucárias.

Fotos (Caminhos do Sertão):

 

5. Caminho da Fé (SP e MG)

A peregrinação e o cicloturismo sempre foram atividades irmãs. O roteiro de Santiago de Compostela, percorrido desde o século VIII, foi inspiração para rotas de peregrinação no Brasil, em especial o consagrado Caminho da Fé.

O percurso total de 1.500 km hoje é plenamente acessível para peregrinos ciclistas, sendo o ramal Águas da Prata – Aparecida o trajeto principal e mais percorrido. 

O roteiro cruza a Serra da Mantiqueira, entre São Paulo e Minas Gerais, então as paisagens são deslumbrantes, combinando também com trechos urbanos em cidades pequenas. A altimetria do percurso é bastante acentuada, sendo o ponto mais alto do roteiro o acesso para a cidade de Campos do Jordão, atingindo 1.820 metros de altitude.

Com sinalização a cada 2 km, o mapa do circuito está acessível no site da Associação dos Amigos do Caminho da Fé, onde é possível, inclusive, fazer o seu próprio roteiro e baixá-lo.

Site oficial do Caminho da Fé.

Página específica para cicloturistas no site oficial.

Fotos (Lu Carneiro/Bikers Rio Pardo):

 

6. Fortaleza-Jeri (CE)

Para quem gosta de pedalar por praias desertas com mar cristalino, hidratar-se com muita água de coco e se deliciar com peixes e frutos do mar pescados no mesmo dia, esta é a rota ideal. De quebra o litoral setentrional nordestino – que vai do Rio Grande do Norte até o Maranhão – brinda os ciclistas com muito vento a favor, o que torna a pedalada ainda mais prazerosa.

A rota de Fortaleza a Jericoacoara tem aproximadamente 300 km de extensão e pode ser feita entre 5 e 7 dias. Como mais de 70% do trajeto se dá pedalando pela areia da praia, é preciso conhecer e respeitar a tábua da maré, para saber com antecedência quando ela estará baixando e, principalmente, quando estará subindo.

Os 300 km do litoral cearense nos brindam com praias inesquecíveis ao longo de toda rota cicloturística, como as praias de Paracuru, Lagoinha, Flecheiras, Icaraí, Ilha do Guajirú e a própria vila de Jericoacoara. Além das praias, os vilarejos, as imensas plantações de coco, os cajueiros e as estações de energia eólica complementam a experiência única de pedalar nestes locais.

O roteiro pode ser feito de maneira autônoma ou em grupos organizados que partem da capital, Fortaleza. Há pousadas em todas as cidadezinhas e também é possível acampar nos quiosques das praias conversando com os proprietários.

O trajeto inverso, ou seja, de Jericoacoara até Fortaleza, não é recomendado por conta do vento contra. Mas para os mais experientes e com as pernas em dia, também pode ser feito.

Veja alguns relatos sobre este percurso: Revista Bicicleta, Clube de Cicloturismo.

 

 

Aliança Bike

Criada em 2003 e formalizada em 2009, a Aliança Bike tem como missão principal fortalecer a economia da bicicleta, além de trabalhar para que mais pessoas pedalem no Brasil. A entidade atua em diversas frentes de trabalho para atingir os objetivos. Conta com mais de 180 associados entre fabricantes, montadores, importadores, distribuidores e lojistas.