Skip to main content

L’Étape Brasil 2022: competição estimula investimentos no uso de bicicletas em Campos do Jordão

Por 26 de setembro de 2022Bicicleta News, Esporte, Notícias
COMPARTILHE:

Mais de 18 mil pessoas visitaram o município por conta do evento, movimentando 20 milhões de reais na economia local

No último final de semana, a maior prova de ciclismo amador da América Latina retornou pela 5ª vez à montanhosa Campos do Jordão. O L’Étape Brasil Santander – prova inspirada e chancelada pelo Tour de France – realizou sua 8ª edição, de 23 a 25 de setembro. Por conta de suas montanhas e estradas, além da economia, estrutura hoteleira e atrativos turísticos, Campos do Jordão (sede do L’Étape desde 2018) vem se tornando cada vez mais uma referência para os amantes da bicicleta de todo o país. Tanto para o ciclismo de estrada, quanto para o mountain bike.

Por meio de uma parceria entre a iniciativa privada e a A.S.O. – Amaury Sports Organisation, o L’Étape chegou ao Brasil em 2015 e após três bem sucedidas edições nos anos de 2015, 2016 e 2017 na cidade paulista de Cunha, a competição migrou para Campos do Jordão.

O secretário de Turismo da cidade, André Luiz Elbis Barbêdo, relatou à Aliança Bike como a presença do evento extrapolou os limites do esporte e vem impulsionando a própria cultura da bicicleta na região..

“A cidade está repleta de ciclistas, é bonito de ver! Traz um novo clima para a região”, afirma o secretário.

Economia

Conhecida como a “Suíça brasileira”, a cidade de Campos do Jordão sempre possuiu como ponto forte o setor turístico. Desde que passou a sediar um dos mais respeitados eventos esportivos do país, isso só se intensificou. A demanda de turistas não é alta somente nos 3 dias de evento, a grande maioria deles se instala na cidade dias antes da prova. No caso desta 8ª edição foram mais de 3.600 ciclistas de todo o país e do exterior que, somados a amigos e familiares, alcançaram a faixa de 18 mil turistas em Campos do Jordão.

Segundo o secretário, essa movimentação gera um impacto econômico muito significativo, algo em torno de 20 milhões de reais. Muitas destas pessoas, ainda, retornam outras vezes à cidade durante o ano, seja para treinar ou curtir outras atrações.

“A gente fez uma pesquisa na primeira edição aqui, em 2018, e 70% das pessoas que participam do L’étape permanecem na cidade, isso é muito importante para a rede hoteleira”, destaca o secretário.

No início do ano, o município também foi palco de outra competição, o chamado Giro d’Itália Ride Like a Pro, uma versão amadora de um dos maiores eventos de ciclismo de estrada do mundo, o Giro D’Italia. Além disso, por estar em meio à Serra da Mantiqueira, Campos do Jordão é um prato cheio para quem também pratica o mountain bike. Somente este ano de 2022, o município realizará 5 eventos nessa modalidade. O Secretário André Barbêdo frisa que muitas dessas provas foram atraídas para cidade pela grande visibilidade que o próprio L’Étape propicia.

Mobilidade

Além da influência na economia, a presença da prova fomentou a discussão sobre o uso da bicicleta na cidade. André conta que está em andamento o processo de remodelagem das ciclovias de Campos do Jordão para melhor atender os ciclistas, junto a um debate acerca das trilhas presentes no município. A organização do L’Etape também trabalhou ativamente com a secretaria do esporte para a construção da primeira pista de Pump Track pública e asfaltada da cidade.

A parceria entre os organizadores do evento e a prefeitura tem funcionado muito bem. Neste mês de setembro, o projeto “Pedalando para o futuro”, promovido através desta parceria, realizou um concurso com alunos de nove escolas municipais. Três mil crianças e adolescentes produziram trabalhos que contam a história da bicicleta, suas modalidades e impactos sociais. Os vencedores foram premiados com bicicletas e kits educacionais para alunos e professores, junto da exposição dos trabalhos.

Legado

Campos do Jordão é exemplo claro de como a presença de grandes eventos ciclísticos ajuda ativamente na promoção do uso da bike, além de fomentar a economia e o setor turístico locais. A cidade já é uma referência nacional para o uso de bicicleta como esporte e lazer, mas ainda precisa avançar muito na infraestrutura para o transporte com bicicleta pela sua população.

Entre na conversa Um comentário

  • Jose Sica disse:

    Como um dos organizadores locais do Létape Brasil em Cunha em 2023, deixo aqui meu e-mail e telefone, para que possam conhecer a nossa cidade e fico à disposição para enviar informações sobre Cunha e região.
    Gostaremos muito de recebe-los em Cunha.
    Tel: (11)981936861