Ciclofaixas emergenciais trazem impacto positivo bilionário para a saúde | Bicicleta News

COMPARTILHE:

Ciclofaixas emergenciais foram uma solução rápida para promover o distanciamento social e melhorar a saúde da população. Uma nova pesquisa levantou em números os benefícios para as cidades.

Foram mapeados 736 contadores em 106 cidades européias de grande e médio porte espalhadas por 20 países. Os dados foram cruzados com as ciclofaixas emergenciais anunciadas e concluídas nestas mesmas cidades. Em média, foram 11.5 km de novas pistas para ciclistas em cada cidade. Tudo no espaço de apenas quatro meses durante o ano de 2020. Uma transformação de rapidez sem precedentes.

Os resultados foram encorajadores. Um aumento médio de até 48% no número de ciclistas. Além disso, as novas estruturas devem gerar benefícios anuais para a saúde da população de até US$ 7 bilhões (R$ 38 bilhões). Caso esses novos usuários continuem a pedalar, um valor equivalente a 20% do orçamento anual do SUS seria economizado.

O Brasil, infelizmente, não tem números dessa magnitude para mostrar. Uma iniciativa na Câmara Federal busca incentivar as pedaladas de outra forma. Tramita um projeto de lei em Brasília que traz mudanças no benefício do vale transporte em favor de ciclistas. Quem pedala poderá receber o benefício em espécie e trabalhadores que não têm direito ao benefício ganhará R$ 5 por mês.

O incentivo é bem-vindo, mas são os prefeitos que podem fazer a diferença e colocar mais ciclofaixas nas ruas. Novas iniciativas e recursos federais podem ser o incentivo que falta. O retorno do investimento é mais do que garantido.

——

Leia mais sobre os benefícios econômicos da adoção de ciclofaixas emergenciais. 

Conheça o projeto de lei que quer mudar o vale-transporte em favor de ciclistas. 

__________________________

Quer receber notícias do mundo da bicicleta em primeira mão? Mande uma mensagem para nós.