Logo
Cadeado fechado Área do associado

Tipos de Bicicleta para Cicloturismo

Rodrigo Telles - Clube de Cicloturismo do Brasil

02/12/2016 11h07

Existem inúmeros tipos de bicicleta cada uma com sua função. No cicloturismo aproveitamos algumas delas para diferentes tipos de viagens. Vamos fazer um pequeno resumo sem preocupação de esgotar o assunto, já que a cada dia novas bicicletase tecnologias aparecem no mercado.

 

Mountain Bike

Como comentamos no artigo anterior este é o tipo mais utilizado por cicloturistas brasileiros. Para transformar a mountain bike numa bicicleta de expedição (também chamada de expedition bike ou mountain touring) geralmente são feitas algumas adaptações. A altura do guidão e mesa é aumentada para melhorar o conforto. O selim normalmente é trocado por um mais largo e mais confortável. Coloca-se alguns acessórios que comentaremos mais detalhadamente em artigo futuro, tais como paralamas, bagageiros, descanso, campainha, farol, etc. Com essa bicicleta equipada de alforjes, o cicloturista pode ir para quase todos os roteiros do Brasil e exterior, ela é muito versátil.

  • Rodas 26” com freios V-brake – Cicloturistas que vão para áreas remotas onde não há apoio de boas lojas ou oficinas mecânicas e querem autossuficiência geralmente optam por este tipo
  • Rodas 29” ou 27,5” com freio a disco – Quem usa a mesma bicicleta de trilha para fazer cicloturismo e conta com lojas especializadas para manutenção, geralmente opta por este tipo.

 

Full Suspension

Para alguns roteiros que passam por trilhas muito fechadas (single track), trilhas muito técnicas, ou mesmo pensando em mais conforto e carga mais leve se opta por bicicletas de suspensão dupla sem bagageiro. A bagagem é acoplada diretamente no quadro por bolsas especiais, em baixo do selim, no guidão, além de uma mochila nas costas do ciclista. É uma modalidade de cicloturismo bem recente e que está sendo chamada de Bike Packing. Este sistema não é muito utilizado para longas viagens pela limitada quantidade de carga.

 

Fat Bike

Esse tipo de bicicleta pode ter muito futuro para os cicloturistas brasileiros. Ela fornece ao mesmo tempo segurança e conforto em terrenos difíceis. Ainda não é uma realidade por aqui e não existem muitas experiências de viagens com elas, mesmo fora do país. A expectativa é saber se teremos modelos com possibilidade de colocar bagageiros e adaptar para viagens.

 

Touring ou Híbrida com roda 700

Ótima para viagens pela Europa, América do Norte, ou para viajantes que procuram se ater a pedalar no asfalto. Ela fornece um alto rendimento na estrada por ter pneus e configurações mais adequados para este tipo de piso. É confortável, mas não vai tão bem na terra e tem limitadas opções de peças de reposição fora dos grandes centros urbanos.

 

Reclinada (Recumbent)

Excelente opção para quem está procurando outro patamar de conforto. Dependendo do modelo pode ser usada em qualquer terreno. Este tipo de bicicleta ainda, pouco difundida no mercado, tem um grande potencial de crescimento dentro do cicloturismo. Além do conforto muito maior para viagens fornece também bom desempenho devido à melhor aerodinâmica e pelo centro de gravidade com carga ser mais baixo.

 

Dobrável com rodas 20” ou 16”

Não é propriamente uma bicicleta de cicloturismo nas condições brasileiras, mas acaba sendo muito utilizada para usos urbanos devido à facilidade de transporte e de armazenamento. Com o aumento das estruturas cicloviárias nas cidades tende a ter sua importância aumentada dentro do cicloturismo.

 

Como é possível observar o universo das bicicletas para cicloturismo é bem amplo e diversificado. Aprender e conhecer sobre ele é fundamental, ainda mais se pensarmos na realidade de novas oportunidades e nichos dentro do setor de bicicletas. O cicloturismo tem muito para crescer e se desenvolver no Brasil. Será muito bom contar com o setor de bicicletas atento e na vanguarda.