Logo
Cadeado fechado Área do associado

Perfil dos Entregadores Ciclistas de Aplicativo - Questionário

08/08/2019 12h51 - Atualizado em 08/08/2019 13h53

Desde o segundo semestre de 2018, São Paulo viu crescer a presença de ciclistas carregando mochilas térmicas coloridas nas costas. Os entregadores ciclistas de aplicativos provocaram mudanças tanto no cenário de entregas por motocicletas, já consolidado na cidade, quanto no cenário da própria bicicleta, que vinha se acostumando com ciclistas que utilizam a bicicleta como meio de transporte, principalmente nas adjacências da rede cicloviária já implementada.

A Aliança Bike (Associação Brasileira do Setor de Bicicletas) há anos vem investigando o papel das entregas sustentáveis por bicicletas na cidade, que chamamos de ciclologística, com especial interesse no impacto econômico que estas atividades geram local, regional e nacionalmente. Para isto, a Associação mantém um grupo de trabalho focado no desenvolvimento de projetos e estudos ligados à ciclologística, tendo realizado, por exemplo, o inédito censo de ciclologística do bairro do Bom Retiro, no centro de São Paulo, em 2017.

As entregas por aplicativo, fenômeno que ganhou fôlego nos últimos dois anos nas grandes cidades brasileiras, em especial na cidade de São Paulo, foi responsável por um aumento explosivo no número de ciclistas circulando com mochila térmica nas costas e apontando para uma nova atividade econômica, de logística e de mobilidade urbana sobre a qual se sabe muito pouco. 

Entretanto, a pauta da ciclologística nas grandes cidades, que antes versava sobre a logística urbana sustentável com zero emissão de poluentes e políticas públicas para incentivo a estas modalidades, vem sendo sobreposta por importantes debates e questões relativas às relações e condições de trabalho em uma economia ainda em crise e com índices de desemprego alarmantes. 

Esta pesquisa exploratória objetiva, principalmente, esclarecer alguns pontos desta conjuntura, caracterizando e perfilando, com arcabouço metodológico e estatístico, os entregadores e suas relações com a bicicleta, condições de trabalho e renda. E também adita às investigações sobre o impacto do uso de bicicletas, como logística, para a economia individual/familiar, da cidade e, por que não, do país. 

A ‘Pesquisa do Perfil dos Entregadores Ciclistas de Aplicativo’ é o primeiro grande levantamento quantitativo com rigor metodológico feito sobre o tema em São Paulo, no atual contexto. Sabemos que o seu conteúdo não responde todas as questões pertinentes ao tema, mas ela se configura como um importante registro histórico do momento, e que servirá de marco de comparação em um contexto dinâmico de mudanças. 

Esperamos que os resultados desta pesquisa sirvam para compreensão do fenômeno em São Paulo, seja referência para outros estudos no Brasil e no mundo, e auxilie na elaboração de políticas públicas para o setor da ciclologística.

São Paulo, Julho de 2019.